Lamentações - Introdução

Introdução[1]
1.Embora o livro das Lamentações não mencione o autor, as tradições mais antigas dizem que foi escrito pelo profeta Jeremias. O livro das Lamentações na versão Septuaginta começa com as seguintes palavras: “E aconteceu após Israel ter sido levado ao cativeiro e Jerusalém ter sido destruída, Jeremias se assentou e lamentou com a seguinte lamentação e disse: Como a cidade se assenta solitária, a qual estava cheia de pessoas”! Até os pesquisadores que não aceitam que Jeremias é o autor, concordam que ele foi testemunha ocular da destruição de Jerusalém (veja Jeremias 39). A data deste livro se deu logo após o cativeiro e pouco antes da morte de Jeremias.


2.Este livro faz parte do Megilote ou rolos. Faz parte dos cinco rolos de livros os quais são lidos em certos dias festivos. A leitura de Lamentações acontece no nono dia do mês de Ab (julho ou agosto) que é o dia de jejum pela destruição de Jerusalém (veja Jeremias 52.6). Lamentações foi escrito em poesia. As Lamentações são a expressão de um coração cheio de amor pelo povo de Deus na terra, um povo punido pelos pecados que perdeu o seu reino, sua terra, sua cidade e seu santuário. Jeremias se considera parte dessas pessoas, mas se arrepende e coloca sua esperança no Senhor, apesar de todo o lamento. Assim como Jeremias se identificou com a triste condição do povo sob o julgamento de Deus, assim o Senhor Jesus terá compaixão do sofrimento de Israel e, especialmente, com o remanescente. São vistos vários paralelos entre os lamentos de Jeremias sobre Jerusalém e o Senhor Jesus (Mateus 23.37-38, Lc 19.41-44) e outros paralelos como se seguem:

Lamentações
Mateus
2.15-16
27.39
3.8
27.46
3.19
27.34

3.Conteúdo do livro das Lamentações. Cada capítulo tem 22 versículos correspondendo a cada uma das letras do alfabeto hebraico.

Lamentações 1: Lamentação sobre a destruição de Jerusalém
Lamentações 2: Razão para a ira de Deus
Lamentações 3: Lamentação do profeta
Lamentações 4: Sofrimentos durante o cerco
Lamentações 5: Oração por misericórdia



[1] Lamentations of Jeremiah – Arend Remmers

Nenhum comentário:

Postar um comentário